JOVEM APRENDIZ DO TI APRESENTA PROJETO “SANGUE BOM”

Junho Vermelho: mês que chama a atenção da população brasileira para a importância da doação de sangue regular e voluntária no país. A relevância de salvar e garantir a manutenção da vida de pessoas que necessitam de transfusões contínuas. O número de doadores, por mais que esteja dentro dos parâmetros, ainda não alcança a média de 3% estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Na manhã do dia 26 de junho, a Fundação de Estudos do Mar (FEMAR) reuniu FEMARINOS em seu Auditório, que tiveram a honra de assistir e cumprimentar a Jovem Aprendiz do setor de Tecnologia da Informação (TI), Ingrid Zangrande.Junto aos seus colegas de turma pelo SENAC – Rio de Janeiro, a Jovem desenvolveu um aplicativo para smartphone com informações sobre como doar sangue. O Projeto, denominado “Sangue Bom”, foi o vencedor do encerramento da “Semana do Jovem Aprendiz” no SENAC no dia 24 de maio.

O tema desse ano foi “Juventude Sustentável”. Mais de 11 mil aprendizes participaram do Projeto, que foi inspirado no filme “O menino que criou o vento”. O longa metragem retrata a história de uma criança que fez uma ação que beneficiou toda a sua cidade. Uma história baseada em fatos reais.

O Superintendente Executivo ressaltou a importância da juventude
e sua preocupação com o tema do trabalho desenvolvido

Durante a abertura da palestra, o Superintendente Executivo da FEMAR, Vice-Almirante (RM1-FN) Washington Gomes da Luz Filho, destacou o quanto o tema é extremamente importante para todos nós brasileiros, seres humanos. “Quando há necessidade de sangue é uma angústia muito grande tanto para o paciente quanto para os seus familiares. A gente nunca espera passar por isso. É triste saber que nossos bancos de sangue estão bastante restritos”, afirmou.

O Vice-Almirante (RM1-FN) Gomes da Luz ressaltou, ainda, durante sua explanação a relevância de uma jovem ter a ideia de desenvolver um aplicativo com esse tema. “Nós temos a mania de criticar nossos jovens. Eles são o nosso futuro. O futuro do nosso país. Esses dois motivos, a importância do tema e de quem partiu a ideia (de um jovem grupo), nos levou a refletir aqui nessa manhã como podemos ajudar”, concluiu.

A Jovem Aprendiz Ingrid Zangrande durante sua palestra no Auditório da FEMAR

A Jovem Aprendiz do TI deu início a sua palestra explicando como o grupo resolveu fazer esse trabalho. “O que nos levou a fazer um trabalho sobre doação de sangue? Nós vimos uma divulgação do Hemorio afirmando que 1800 bolsas a menos de sangue foram colhidas nesse mesmo período em relação ao ano passado. Isso foi muito preocupante, porque nós levamos em conta que o sangue é o principal fator de estarmos vivos. A vida de quem precisa não pode esperar”, disse.

Durante a palestra, Ingrid Zangrande falou de condições básicas para o dia da adoção, tais como ter entre 16 e 69 anos; pesar mais de 50kg; estar bem de saúde; ter dormido 6 horas na noite anterior; não estar em jejum; evitar alimentos gordurosos 4 horas antes; não ingerir bebidas alcóolicas 12 horas antes; e, piercing oral ou genital impedem a doação enquanto fizer uso da peça. Também abordou impedimentos definitivos e temporários e cuidados pós doação, dos quais podemos citar: evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas; não fumar por cerca de 2 horas; evitar bebidas alcoólicas por 12 horas; não dirigir veículos de grande porte nem trabalhar em andaimes; e não praticar paraquedismo ou mergulho.

“É importante que o doador continue se sentindo bem durante o dia que efetuou a doação. Faça um pequeno lanche e hidrate-se”, concluiu.

O propósito do aplicativo é unir Tecnologia e Doação de Sangue
Ao fim da palestra, a Jovem Aprendiz recebendo o Diploma das mãos do Superintendente Executivo

Missão: Prestar assistência de qualidade em hematologia e hemoterapia à população e coordenar a hemorrede do Estado.
Visão: Ser um Centro de Excelência em Hematologia e Hemoterapia.
Valores: Os valores do HEMORIO estão definidos de acordo com os princípios da Ética. Na busca pela credibilidade, a Instituição valoriza a organização, reconhece os resultados da equipe e adota posturas relevantes para a sociedade.

Leia mais: http://www.hemorio.rj.gov.br/