Ordem do Dia – 55º ANIVERSÁRIO DA FEMAR


FUNDAÇÃO DE ESTUDOS DO MAR

Hoje, dia 31 de maio, a Fundação de Estudos do Mar completa 55 anos de existência, buscando difundir a mentalidade marítima para a sociedade brasileira, como seu fundador, o Almirante de Esquadra JOSÉ SANTOS DE SALDANHA DA GAMA, então Presidente do Clube Naval, vislumbrou, juntamente com outras organizações do Poder Marítimo à época. A ideia era a de “reunir os homens que vivem para o mar e os que vivem do mar para incutir no povo brasileiro a convicção de que o País não é viável sem o mar”.

Ao longo desses anos, diversos projetos foram desenvolvidos e executados, a fim de contribuir para o desenvolvimento das atividades relativas ao conhecimento do mar, nas áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Nesses últimos meses, em face da situação de pandemia, várias atividades tiveram que ser adaptadas ao trabalho remoto e a criatividade e o empenho do nosso pessoal foram postos à prova, como o ensino à distância, beneficiando, por intermédio do nosso Projeto de Gratuidade de Cursos (PGC), alunos de 4 turmas do Ensino Médio Técnico da rede pública estadual de ensino, formando 17 Técnicos em Portos e 27 em Transporte Aquaviário, para atuarem na infraestrutura portuária brasileira.

Também, foi realizada a 1ª edição on-line do Curso de Estratégia Marítima (ESMAR), em parceria com a Escola de Guerra Naval, formando uma turma com 51 alunos de vários estados do Brasil e um de Maputo, capital de Moçambique.

Continuamos a ministrar, sem sobressaltos, os Cursos do Programa do Ensino Profissional Marítimo – Atividades Correlatas, com 50 turmas em 17 portos, em aulas presenciais e on-line.

Permanecemos prontos para dar andamento ao nosso tão significativo e elogiado Projeto Escola no Mar (PROEMAR), integrante do Programa de Responsabilidade Social (PRS) da Fundação, aguardando somente o retorno às aulas das escolas da rede pública de ensino da cidade do Rio de Janeiro. O apoio aos Projetos no campo da pesquisa e extensão foram mantidos no mesmo nível em 2020. A adoção do tele trabalho nos diversos setores da Fundação não impactou o atendimento das diversas demandas dos 27 projetos em andamento, como as ações de apoio logístico aos navios Almirante Maximiano e Ary Rongel que participaram da Operação Antártica 39, decorrente de Termo de Cooperação firmado em 2019 entre a Marinha do Brasil e a Petrobras, com a interveniência da FEMAR, para o apoio ao Programa Antártico (PROANTAR) e ao Plano Setorial para os Recursos do Mar (PSRM).

Na mesma linha, as equipes alocadas pela Fundação nos diversos projetos, destacando-se aqueles relacionados ao CASNAV, também adotaram o tele trabalho em determinadas circunstâncias, sem prejuízo ao desenvolvimento e atividades programadas.

Na área administrativa, todas as medidas recomendadas para o combate a pandemia foram adotadas, com sucesso, visando a preservação da saúde e bem-estar dos nossos funcionários.

A perspectiva futura aponta para a nossa participação no processo, ainda em negociação, de obtenção de um Navio de Pesquisa para a Marinha do Brasil com recursos provenientes de Termo de Cooperação a ser firmado com a Petrobras. Caso esse empreendimento se concretize, será mais um grande desafio e um marco na complexidade e nos valores envolvidos já administrados pela Fundação.

Não à toa, a visita do Comandante da Marinha à FEMAR, em setembro de 2020, reafirmou a importância que temos para a execução de grandes empreendimentos de interesse da MB.

“FEMARINOS, não é a força ou a sorte, mas o empenho e a persistência que determinam o nosso sucesso”. 

        “Estamos no rumo certo! ”.

         “PARABÉNS FEMAR”.